Código de Ética e Conduta

Para a rapaziada que está iniciando no Mercado de Trabalho. Confiram este exemplo de Código de Ética e Conduta que certamente é uma receita de Sucesso Profissional.

Este Código, fundamentado nos princípios éticos, orienta a conduta pessoal e profissional de todos os empregados, independentemente de cargo ou função que ocupem, e regula seu relacionamento com colegas de trabalho, prestadores de serviços, fornecedores e a sociedade em geral.

Relação no Trabalho
a) No exercício do cargo ou função, são deveres dos empregados:
I. Buscar o melhor resultado global nas atividades fins da Empresa, mantendo sempre uma atitude transparente, de respeito e colaboração com os colegas de trabalho, representantes dos empregados, mercado em geral e o interesse público.
II. Exercer suas funções e autoridade com espírito empreendedor, sempre buscando superar desafios.
III. Não usar cargo, função, atividade, facilidades, posição e influência com o fim de obter qualquer favorecimento para si ou para outrem.
IV. Não criar dificuldades artificiais no exercício de seu cargo, função ou atribuição, com o objetivo de supervalorizar a sua atuação profissional.
V. Exercer suas atribuições com efetividade, eliminando situações que levem a erros ou a atrasos na prestação de serviço.
VI. Não deturpar o teor de qualquer documento, informação ou dados.
VII. Promover ações que possibilitam melhorar a comunicação interna.
VIII. Enfatizar a integração e o desenvolvimento de trabalho em equipe.
IX. Estimular o envolvimento de todos na realização dos objetivos sociais e estratégicos da Empresa.
b) No relacionamento com superiores hierárquicos e colegas, são deveres dos empregados:
I. Agir de forma cortês, com disponibilidade e atenção a todas as pessoas as quais se relacionam, respeitadas as diferenças individuais.
II. Agir sempre de forma leal para com seus colegas e superiores hierárquicos, reconhecendo neles os méritos relativos aos trabalhos por eles desenvolvidos.
III. Não prejudicar a reputação de seus colegas e superiores hierárquicos por meio de falso testemunho, informações não fundamentadas ou qualquer outro subterfúgio.
IV. Não obter troca de favores que possam dar origem a qualquer tipo de compromisso ou obrigação pessoal.
V. Estimular a manifestação de idéias, quando alinhadas com os objetivos estratégicos da Empresa.
VI. Promover o bem-estar de todos, sem preconceitos quanto a: origem, religião, política, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.
VII. Não tolerar ameaças ou assédios de qualquer tipo, devendo o sujeito da ação ser sempre denunciado à Comissão de Ética, de maneira fundamentada.
VIII. Não submeter colega e/ou subordinados a situações de assédio moral (entendido como o ato de desqualificar reiteradamente, por meio de palavras, gestos ou atitudes, a autoestima, a segurança ou a imagem do empregado em função do vínculo hierárquico).
IX. Considerar as críticas construtivas como uma demonstração de lealdade à Empresa e aos colegas.

Comentários

Postar um comentário