Woodstock, Aniversário


No dia 15 de Agosto de 1969, teve início numa área rural a 130 quilómetros de Nova Iorque um festival de música e arte descrito dias depois pela revista Rolling Stone como um dos 50 acontecimentos que mudou a história do rock.

Por lá passaram nomes como Joan Baez, Joe Cocker, Jimi Hendix, The Who, Janis Joplin, Greatful Dead, Ravi Shankar e Carlos Santana, mas o festival atingiu uma dimensão política e social que influenciou toda uma geração que defendia a paz e o fim da guerra no Vietname.

Inicialmente pensado para cerca de 150 mil pessoas, o festival acabou por acolher meio milhão de espectadores que se congregou durante três dias, num espírito de liberdade e fraternidade, regado a droga e álcool.

Realizado numa fazenda com área equivalente a 240 campos de futebol, junto à localidade de Bethel, o festival de Woodstock esteve à beira do colapso, dada a extraordinária adesão do público, que bloqueou os acessos ao local, e a uma chuva torrencial que transformou o local num campo de lama.

   Janis Joplin   

Jimi Hendrix   Carlos Santana

Um dos promotores do festival, Michael Lang, entrevistado pelo jornal The Guardian recorda a actuação de Sly & The Family Stone como um dos grandes momentos de Woodstock, pela comunhão sentida entre músicos e espectadores.

Histórica é também a actuação de Joan Baez, grávida de seis meses, que actuou no primeiro dia e encerrou a sua prestação com a canção de protesto "We shall overcome".

Jimi Hendrix encerrou o festival já na manhã de 18 de Agosto.


Comentários