Dia do Rádio (25 de Setembro)


Em homenagem aos Profissionais do Rádio Brasileiro, este Ano apresentamos o Video do Programa Globo Reporter do Dia 27/05/1983.
Globo Repórter

Globo Reporter - Os 60 anos do Rádio no Brasil: Homenagem aos profissionais que fizeram História



O Globo Repórter faz uma viagem pela História do Rádio Brasileiro, dos tempos do Rádio de galena ao minúsculo transistor, passando pelo imponente Rádio de válvulas.



O Globo Repórter faz uma viagem pela História do Rádio Brasileiro Confira a homenagem do Globo Repórter a todos que, pelas ondas do rádio, anunciaram as novidades, criaram heróis e heroínas românticos e aventureiros, animaram auditórios, fizeram rir, escreveram e cantaram canções.

 

 

Música: a mola propulsora do Rádio Música: a mola propulsora do Rádio
Vários jingles e prefixos de programas ficaram na memória dos ouvintes. No rádio, das canções propriamente ditas às vinhetas e comerciais, quase tudo era música. A música fez nascer reis e rainhas do rádio. E os calouros enfrentavam sem medo os gongos em busca do estrelato.


 

No ar, as Radionovelas No ar, as Radionovelas
O rádio descobriu a literatura no início dos anos 30. Histórias eram lidas, página por página, diretamente dos livros. No auge das radionovelas, uma só emissora tinha 20 tramas diferentes no ar, com capítulos diários. E nessa galeria criaram-se tipos inesquecíveis. A primeira novela foi ao ar no desacreditado horário das 10h30, na Rádio Nacional do Rio de Janeiro. Chamava-se "Em busca da felicidade". O Globo Repórter reconstruiu com atores da época um trecho do primeiro capítulo.

 

Das páginas para as ondas do Rádio Das páginas para as ondas do Rádio
Emissoras deixam de reproduzir notícias publicadas em jornais impressos para anunciar os fatos do local onde aconteceram. Durante muito tempo o jornalismo radiofônico limitou-se a falar dos estúdios, fazendo uma espécie de releitura do que já estava publicado nos jornais. A exceção foi a reportagem esportiva, que logo chegou aos campos de futebol. Com a evolução técnica e muita criatividade, os repórteres do rádio foram buscar a notícia para transmiti-la dos lugares onde ela estava.

 

Nas ondas do humor
Relembre algumas duplas de humoristas de maior sucesso do início do rádio no Brasil. A aparente falta de seriedade do rádio abriu caminho para todos os tipos de comicidade, incluindo a paródia, a crítica do dia a dia, e criou tipos inesquecíveis, com todos os sotaques – do caipira do Sul ao lusitano quase castiço.


 

Os 60 anos do Rádio no Brasil
Reportagem: Carlos Nascimento, Lena Frias, Pedro Rogério, Wilson Fadul, Liba Frydman
Fonte: G1 http://g1.globo.com/globoreporter/0,,LS0-16627-75929,00.html

Comentários

  1. meu nome maria izabel de oliveira eu moro em sg no bairro engenho pequeno314 eu aaaaadoro voces todos...

    ResponderExcluir

Postar um comentário