SET 2010-Congresso de Tecnologia dos Meios de Comunicação e Entretenimento


Um dos pontos de destaque no debate do futuro do rádio foi a proposta da Anatel para a migração das atuais estações AM para uma faixa estendida do FM (atualmente ocupada pelos canais 5 e 6 VHF).

Esta banda de 12 MHz abriria a possibilidade de 60 novas rádios, ocupando, cada uma 200 kHz. A migração seria voluntária, a exemplo do que acontece no México.

A justificativa é que a faixa de Ondas Médias sofrerá cada vez mais com interferências em ambiente urbano. Testes com o HD Radio (IBOC) e com o DRM (ambos em OM) aparentemente foram muito ruins na cidade de São Paulo por conta dos ruídos.

Já faz tempo que a radiodifusão sonora em OM (onda média) vem lentamente definhando. Além da notória diferença de qualidade do audio para as Rádios FM, o crescimento urbano aumenta cada vez mais o patamar do nivel de ruído e polui a faixa com emissões espúrias, deteriorando a qualidade do audio e prejudicando a área de cobertura das Emissoras. A urbanização também prejudica a condutividade so solo, essencial para a transmissão em OM. Além disso, as Estações de OM têm custos de instalação e manutenção muito maiores e a potência de operação muda conforme o período do dia - à noite é preciso diminuir a potência devido ao fenômeno de propagação ionosférica, tipica de OM, que aumenta o nivel de interferência entre as Emissoras. Para piorar a situação, os receptores de AM são cada vez mais raros, ao contrário dos de FM, cada vez mais portáteis e mais integrados aos celulares, players de mp3 e diversos outros dispositivos eletrônicos. Tudo isso afasta os ouvintes, afeta o market-share (fatia de mercado) das Emissoras e põe em risco a sua própria subsistência. - Clique aqui para ver o estudo completo.

Enviado por Renata Victor

Comentários

  1. 。◕‿◕。 O melhor sistema para a sua Smart TV www.smarttvhd.com.br

    ResponderExcluir
  2. 。◕‿◕。 O melhor sistema para a sua Smart TV www.smarttvhd.com.br

    ResponderExcluir

Postar um comentário