Minha Gente - Luiz Mendes, O Livro

CapaMinha Gente-Luiz Mendes, o Mestre da Crônica Esportiva do Brasil

A biografia é uma homenagem ao maior ícone do jornalismo esportivo deste país, que em Dezembro completará 70 anos de carreira, 66 da fundação da Rádio Globo e 63 de casamento com a Atriz Daisy Lúcidi. O livro estará à venda a partir do dia 3/12 nas principais livrarias. - Ana Maria Pires

Ana Maria Pires e Luiz Mendes

Breve histórico desse ícone do nosso jornalismo esportivo.
Mendes começou a carreira em dezembro de 1940, como speaker de um serviço de auto-falante na cidade de Ijuí, após ouvir o dono da principal loja da cidade comentar que precisava de um speaker, como eram chamados os locutores naquela época. Cerca de três meses depois, Mendes, prestes a completar 17 anos, foi contratado pela Rádio Missioneira de Santo Ângelo. Em 1942, Mendes faz um teste para locutor esportivo na Rádio Farroupilha e, após narrar um Gre-nal imaginário é contratado e se transforma no “Menino de Ouro”, pois só tinha 18 anos.

Em 1944, descontente com os constantes atrasos de salário e após ter sido enviado a São Paulo para uma cobertura sem o dinheiro de volta, Mendes abandona a Farroupilha e vem tentar a sorte no Rio de Janeiro. No dia 1º de dezembro de 1944, Mendes acerta com a Rádio Globo do RJ, que seria inaugurada no dia seguinte.

Na emissora, Mendes começou como locutor comercial, depois apresentador e por fim, locutor esportivo. Na emissora, Luiz conheceu a radioatriz Daisy Lúcidi, casando-se com ela no dia 08 de dezembro de 47, logo depois de assumir o Departamento de Esportes da Rádio Globo. O casal completa no dia 8 de dezembro, 63 anos de união. Mendes é também o único fundador vivo da Rádio Globo, que no dia 2 de dezembro completa 66 anos.

Na emissora, Mendes ficou de 1944 a 1955. Entre seus feitos neste período estão à narração histórica da Copa de 50, na qual deu nove inflexões para o segundo gol do Uruguai. Narração esta que acabou matando um torcedor do coração e a transmissão com exclusividade para o Brasil da final da Copa de 1954, além da criação do repórter de campo.

Em 1955, Mendes deixa a Rádio Globo para ser um dos fundadores da TV Rio, então, quinto canal de televisão do país a entrar no ar. Mendes ficou na TV Rio até 1977. Entre suas maiores façanhas na emissora está à criação da TV Rio Ringue e da primeira mesa redonda da tevê, a “Grande Revista Esportiva Facit”, que contava com nomes como Nelson Rodrigues, João Saldanha, Armando Nogueira e José Maria Scassa.

Em 1969 mesmo na TV Rio, Mendes volta ao radio, mas como comentarista. Ele acerta com a Rádio Continental, onde ganha de Carlos Marcondes o slogan de “O Comentarista da Palavra Fácil”. Em 1970, Mendes retorna a Rádio Globo onde fica até 1977, quando vai para a Nacional junto com José Carlos Araújo e forma uma equipe memorável, que reunia, além dos dois, Washington Rodrigues e Denis Menezes e que lançou para o mercado Eraldo Leite, Elso Venâncio e Luiz Carlos Silva.

Em 1977, Mendes assume a TV Educativa, onde fica até 1999, quando deixa definitivamente a televisão e se dedica apenas ao Rádio e as crônicas em jornais.Em 1986, Mendes retorna a Rádio Globo, onde fica até 1994, quando vai para a Tupi fazer a Copa do Mundo dos Estados Unidos ao lado do amigo Doalcey Bueno de Camargo. Em 1996, no entanto, Mendes retorna para a Rádio, onde está até hoje.

Mendes cobriu 16 Copas do Mundo, sendo 13 in loco. O Comentarista de 86 anos é considerado a enciclopédia da crônica esportiva. Mendes sempre tem, além de um comentário equilibrado, uma boa história para contar, seja em relação às Copas ou demais eventos internacionais que cobriu, seja em relação ao cotidiano do futebol.

Mendes foi um dos maiores amigos de João Saldanha e o amigo é um dos principais protagonistas da suas histórias. Entre as melhores estão as “aventuras” de “João Sem Medo” na Grande Revista Esportiva Facit, assim como as histórias de Nelson Rodrigues, Garrincha e dos colegas de profissão. Mendes também lançou vários nomes na crônica esportiva, entre eles Léo Batista, Doalcey Camargo, Mário Viana e José Roberto Wright. -
Ana Maria Pires O Despertar da Fênix...

Comentários

  1. Minha gente!
    Que vazio, que saudade.
    O "Palavra Fácil" foi-se embora e nos deixou a palavra difícil do adeus!!!

    ResponderExcluir
  2. Ηeya i am for the firѕt time here. I founԁ this boaгd and I find
    It really usеful & it hеlpеԁ me out а
    lоt. I hope to gіve sοmething bасk anԁ
    aid others like you aided me.

    Alѕo visit my web-sіte; v2 Cigs

    ResponderExcluir

Postar um comentário